Quer saber quais são as melhores cidades para fazer negócios no Brasil?

Um estudo exclusivo da consultoria Urban Systems identificou os municípios acima de 100.000 habitantes com as melhores condições para investir em negócios.

As cidades mais promissoras concentram-se nas regiões Sudeste e Sul do país, que representam 3/4 do ranking. Curitiba ocupa a 7ª colocação, seguida por Maringá (11ª), Londrina (34ª) e Cascavel, que está na 40ª posição.

Umuarama conquistou o 54º lugar no ranking das melhores cidades para fazer negócios, que também inclui Toledo (58ª), Araucária (98ª), São José dos Pinhais (99ª) e Ponta Grossa (100ª).

As melhores cidades para fazer negócios apresentam indicadores econômicos e sociais acima da média nacional.

PIB PER CAPITA

  • BRASIL: R$ 28.495
  • 10 MELHORES CIDADES: R$ 49.594
  • 100 MELHORES CIDADES: R$ 38.248

DESPESAS PER CAPITA COM SAÚDE

  • BRASIL: R$ 676
  • 10 MELHORES CIDADES: R$ 902
  • 100 MELHORES CIDADES: R$ 799

OFERTA DE ENSINO SUPERIOR*

  • BRASIL: 57
  • 10 MELHORES CIDADES: 99
  • 100 MELHORES CIDADES: 87

* Vagas por 1.000 habitantes entre população economicamente ativa

Para elaborar o ranking das melhores cidades para fazer negócios no Brasil, foram analisados 28 indicadores. Cada indicador tem um peso conforme a importância e atualidade, totalizando 27 pontos.

Além do ranking das melhores cidades para fazer negócios, foram feitos quatro recortes da lista principal. As melhores em desenvolvimento econômico (Três Lagoas é a vencedora), desenvolvimento social (Valinhos), infraestrutura (São Paulo) e capital humano (Vitória).

Para cada uma dessas sulistas foram considerados indicadores específicos adicionais. Confira os indicadores e seus pesos para a escolha das melhores cidades para fazer negócios 👇🏾👇🏾👇🏾

  • SOCIODEMOGRAFIA

    • Crescimento populacional
    • População economicamente ativa
    • Percentual de chefes de família da classe A
  • ECONÔMICO

    • Depósitos em poupança
    • Depósitos à vista
    • Linhas de financiamento ativas
    • Resultado consolidado de finanças públicas municipais
    • Diversidade Econômica
    • Crescimento do produto interno bruto
    • PIB per capita
    • Crescimento empresarial
    • Crescimento de empregos formais
    • Renda média dos trabalhadores formais
    • Total de funcionários sobre a população economicamente ativa
  • SAÚDE

    • Total de leitos por 1.000 habitantes
    • Beneficiários de convênio médico por habitante
    • Despesas com saúde
  • EDUCAÇÃO

    • Percentual de trabalhadores com curso superior
    • Matrículas no curso superior com relação à população economicamente ativa
    • Percentual de docentes do ensino fundamental com ensino superior
  • FINANCEIRO

    • Índice Firjan na Gestão Fiscal
    • Agências bancárias por 10.000 habitantes
  • TRANSPORTE

    • Crescimento da frota de automóveis
    • Destinos do principal aeroporto
    • Linhas rodoviárias com seção na cidade
  • INFRAESTRUTURA

    • Percentual de conexões de banda larga fixa acima de 34Mbps
    • Índice de perdas na distribuição de água
    • Economias atingidas por paralisações

Fonte: Urban Systems

SalvarSalvar

Deixe um comentário para a gente!

mm

Ana Karla Martins

Jornalista, atualmente produtora de conteúdo. Escrevo e dou pitaco sobre tudo, mas tenho carinho por assuntos que ajudam empreendedores, como eu, a serem melhores. Toco com meus dois sócios a Rulez e o Banzai Coworking, no Paraná.