Perder a apresentação de balé da filha foi o insight que o engenheiro Alvaro Juliano Vicente precisava para lançar a sua startup. O problema dele era compartilhado por inúmeros pais que, por algum motivo, não receberam o recado da escola na agenda de papel.

Alvaro decidiu desenvolver uma ferramenta, mesmo já existindo outras no mercado, porque nenhuma disponível agradou a escola que topou validar a ideia entre os pais. Assim surgiu a Kidiz, que completou em 2016 um ano de utilização pela Escola Dei Bambini e Day Care, de Cascavel.

SalvarSalvar

Os pais estão mais participativos, fazem questão de acompanhar os filhos à distância, muitos, como eu, têm a guarda compartilhada, encaram uma vida escolar antecipada com mais atividades extracurriculares e uma rotina infantil mais enriquecedora.

A mudança na rotina familiar abriu um novo nicho de mercado. Mas, por outro lado, 99% dos colégios em Cascavel ainda usam agenda em papel para mandar recados. Para ele, grande parte das escolas ainda não têm controle efetivo da comunicação.

Foram criados três MVPs e quando lançada a primeira versão o formato já evoluiu para caderneta. A Escola Dei Bambini e Day Care topou participar do processo de validação da startup e obteve resultados positivos e significativos neste primeiro ano de Kidiz.

A escola redesenhou todo o processo e reorganizou o trabalho para substituir a agenda de papel. Além de investir em equipamentos e melhoria na estrutura de rede, os dados fornecidos pela Kidiz ajudaram a reduzir as horas extras de colaboradores.

Foi possível descobrir, por exemplo, que a escola não necessitava de cinco professores em determinada hora do dia, mas apenas dois. Essa redistribuição reduziu a quantidade de horas extras, que foram revertidas em benefícios aos alunos, com uma atividade a mais durante o dia.

Sem contar que pai e mãe recebem a informação sobre o filho simultaneamente e os avós também podem acompanhar, ao contrário da agenda. Via web, app no celular e  e-mail os pais sabem o que o filho comeu, se comeu bem, hora de trocas, do soninho, a foto da festinha de aniversário e uma bate papo com pais em tempo real.

SalvarSalvar

Para Silvana Borghelot, uma das proprietárias da Dei Bambini e Day Care, a tecnologia substituiu a agenda de papel para facilitar o diálogo e otimizar o tempo dos funcionários. “Inicialmente os pais ficaram receosos, mas o acesso foi significativo e nós realmente conseguimos estabelecer um meio de comunicação assertivo. Foi muito produtivo conquistar em um ano essa mudança de comportamento”, frisa.

FICHA TÉCNICA

Nome: Kidiz
Local de origem: Cascavel – Paraná – Brasil
Fundação: Outubro de 2015
Fundadores: Alvaro Juliano Vicente
Modelo de negócio: plataforma gratuita para pais e escolas. Para 2017 venda de publicidade através das ferramentas Google.

PITCH

Que problema resolve: falta de comunicação entre pais e escolas.

Qual é o diferencial: funciona como uma ferramenta de Business Intelligence, pois coleta, organiza, analisa e consolida informações para rotina do colégio e das crianças com a entrega aos pais.

Estágio atual: começou com a proposta de ser uma caderneta escolar, o que ficou para trás. Hoje é uma ferramenta de auxílio aos pais. Considera a versão 2.0 uma nova startup.

Investimento X Faturamento: prefere não revelar.

Mercado X Concorrentes: quando teve o insight sugeriu a ideia para a escola da filha e disse que se não encontrassem nada adequado ele mesmo criaria uma ferramenta.

Maiores desafios X Visão de futuro: seu maior desafio foi fazer os pais aceitarem migrar para o meio digital. Durante a validação da ideia muitas escolas não consideraram o projeto viável, mas na escola piloto cerca de 40 pais entrevistados se mostraram interessados na ferramenta. Para o futuro o empreendedor quer levar os serviços de Analytics e computação cognitiva para a plataforma para permitir um nível de automatização maior para a escola.

O que vem pela frente: ampliar os serviços com mais conteúdo e obter informações ainda mais precisas para otimizar a rotina da escola, reduzir horas extras, e desperdício de alimentos com dados específicos sobre a alimentação escolar. Rastrear na Kidiz todos os medicamentos e consultas médicas realizados pela criança. O app em iOS também é uma das entregas previstas para 2017.

Onde encontrar: sistema web e mobile (Android) por enquanto restritos para usuários da escola piloto em Cascavel (Dei Bambini e Day Care). Em 2017 será lançado o blog e o site da ferramenta para o público em geral. Veja mais: www.kidiz.com.br.

EM NÚMEROS

Confere o que a Kidiz já conquistou em um ano de operação.
Dos cerca de 55% dos usuários que acessam a ferramenta, 90% avaliaram com nota acima de 7 a experiência da plataforma nesse primeiro ano.

SalvarSalvar

130
crianças cadastradas
240
pais e responsáveis
100
acessos por dia

Deixe um comentário para a gente!

mm

Ana Karla Martins

Jornalista, atualmente produtora de conteúdo. Escrevo e dou pitaco sobre tudo, mas tenho carinho por assuntos que ajudam empreendedores, como eu, a serem melhores. Toco com meus dois sócios a Rulez e o Banzai Coworking, no Paraná.